quinta-feira, 29 de março de 2018

[.eclipse]


acordei e percebi a falta:
não havia um pedaço do céu,
mas o vazio mal se notava –
a não ser durante a madrugada
se teu lado da cama calava.
e eu palmilhando no escuro
buscava tuas manchas no espelho
esquecido da tua imagem
em um estêncil de algum muro.

domingo, 25 de março de 2018

[.teologia da decepção]

Jesus não volta;
se chegar aqui,
dá meia volta.

[.gramática]

posto que as palavras, todas elas, não bastam
insisto na sintaxe dos gestos e olhares
mas ainda assim planto e colho os verbos
pra conjugar um presente-mais-que-perfeito
rabiscado com os dedos em tua pele
invisível aos olhos de quem faz ruído.

[.obra completa]

ah, o tom de azul do teu vestido
me dança mais que o colorido
do arco-íris que os passarinhos
lançam ao céu, sobrevoando
os nossos planos de sermos sempre
um bem-amado no olhar do outro
valendo mais que as estações
desta cidade perdida no mapa
na contracapa do nosso livro
a ser escrito a quatro mãos.

domingo, 11 de março de 2018

[.em silêncio]



posto que as palavras, todas elas, não bastam
insisto na sintaxe dos gestos e olhares
mas ainda assim planto e colho os verbos
pra conjugar um presente-mais-que-perfeito
rabiscado com os dedos em tua pele
invisível aos olhos de quem faz ruído.

sábado, 9 de dezembro de 2017

[.planos]



um sorriso de tristeza
costurado em um ponto
de bordado que eu nunca
aprendi completamente
e não saber quantas mãos
são um tanto necessárias
para desfazer os nomes
quando um dia inventei
de escrevê-los na parede
desta casa demolida.

[.eclipse]

acordei e percebi a falta: não havia um pedaço do céu, mas o vazio mal se notava – a não ser durante a madrugada se teu lado da ...